Início / Dicas / Quando os Antivírus Não são o Bastante: A Proteção Avançada para o seu PC

Quando os Antivírus Não são o Bastante: A Proteção Avançada para o seu PC

Tecnologia envolve segurança cibernética. Em um mundo cada vez mais interconectado e dependente de várias redes e, claro, principalmente da WWW (World Wide Web), segurança online e offline é um tema extremamente importante. E quando os antivírus não são o bastante, como garantir a proteção avançada para o seu PC? Descubra nas próximas linhas.

E, com o desenvolvimento de tecnologias de conectividade como o 5G, as questões de vulnerabilidades e as discussões geradas em torno dela estão sendo ainda mais ampliadas.

Nesse artigo, vamos entender melhor sobre as principais ameaças e os meios de confrontá-las.

Os Principais Riscos e Vulnerabilidades

Não dá para reunir todas as ameaças virtuais aqui nesse artigo, mas nós podemos colocar algumas das principais delas, até porque elas servem como “padrões” para a operação desses riscos.

Em geral, nós usamos o termo malware para designar qualquer comando malicioso que possa operar em um dispositivo diverso (PC, smartphone, tablet, notebook, etc.). São popularmente conhecidos como “vírus”.

E, dentre os vários tipos de malware, temos os spyware (voltados especialmente para invadir e espionar um sistema), ransomware (usados para “sequestrar” dados, impedindo que a vítima os acesse), adware (que instalam propagandas indesejadas e maliciosas) e keyloggers (usados para memorizar as senhas que você digita em um teclado, por exemplo), além de muitos outros.

Há vários recursos para conter e minimizar essas ameaças, e os mais comuns são os antivírus.

O que são os Antivírus e como eles Funcionam?

Antivírus, em termos simples, são programas (softwares) com a finalidade de detectar, barrar e/ou eliminar ameaças. Mas o funcionamento desses programas é “um pouquinho” mais complexo do que isso.

Dependendo do antivírus, há recursos mais complexos e funcionalidades mais desenvolvidas e robustas. Mas, em geral, eles possuem “libraries” (bibliotecas ou registros) que compilam várias ameaças conhecidas.

Ao fazer uma varredura no computador e detectar elementos existentes nessas listas, o antivírus pode colocar esses arquivos em quarentena (isolamento) ou eliminá-los, dependendo das escolhas dos usuários.

Como o número de ameaças e o funcionamento das mesmas variam constantemente, sendo aprimorados todos os dias, as bibliotecas dos antivírus também precisam ser atualizadas com frequência. É por isso que é essencial manter seu programa antivírus sempre atualizado.

Embora um antivírus seja voltado para todos os tipos de ameaças em geral, há programas voltados para tipos específicos de malwares, como os antispywares ou antitrojans. Entretanto, não é recomendável utilizar mais de um antivírus ao mesmo tempo, para evitar conflitos entre os dois programas.

Mas só um programa desses pode não ser o suficiente para garantir sua segurança.

Por que um Antivírus não é Garantia de Segurança Total?

As ameaças são constantemente aprimoradas. Mesmo que você possua um ótimo antivírus e uma assinatura paga para todas as melhores funcionalidades dele, é impossível que um único programa consiga compilar, reconhecer, detectar e eliminar absolutamente todos os códigos maliciosos existentes.

Muitos dos riscos que os usuários correm não são diretamente ligados a vírus, por exemplo, “escapando” da funcionalidade dos antivírus. É o que acontece com chantagens e extorsões por e-mail, por exemplo, que nem sempre usam malware para atacar a vítima, mas “simples” mensagens.

Há uma grande quantidade de malware que não age exatamente como malware, ou seja, são códigos executados sem despertar nenhuma anormalidade no sistema, funcionando como programas “normais”, não sendo detectados nem pelo usuário nem, pelo antivírus.

É exatamente por isso que é importante utilizar recursos adicionais que oferecem camadas adicionais de segurança, como uma VPN.

Os Benefícios de Utilizar uma Boa VPN

Boa-VPN

Ter um bom antivírus e um firewall sempre ativo é essencial. Mas, se você quer ampliar ainda mais a sua segurança, um app interessante e adicional é uma VPN. Mas, o que é uma VPN?

É a sigla para Virtual Private Network (Rede Virtual Privada), que serve para criar uma rede entre computadores, “acima” da rede fornecida pelo seu provedor de internet

Há apps de VPN para Windows, Linux, MacOS e outros sistemas. Como a maioria dos computadores ainda utiliza sistemas Windows (e a maioria das ameaças se voltam para esse sistema),

Mas, quais são as vantagens de utilizar esse tipo de programa? Esses aplicativos fornecem criptografia aos dados que circulam pela sua rede, e também permitem alterar o endereço de IP do seu dispositivo, tornando mais difícil sua detecção e, claro, a interceptação e o roubo dos seus dados.

Uma boa dica é procurar por uma boa VPN compatível com o seu sistema e deixá-la constantemente ativada. É uma ótima adição ao seu antivírus e ao seu firewall. Aliado a boas práticas do usuário, isso diminui significativamente os perigos virtuais.

Sobre o Autor: Elemar Berwanger

Formado em Administração com vários anos de experiencia na área de implantação de sistemas. Co-fundador do Geek360 e Redator Chefe, apaixonado pela tecnologia e buscando sempre ajudar os outros.

Deixe um comentário